Compliance: a passagem secreta para um mundo que você ainda não conhece

September 20, 2018

Na teoria, compliance é um conjunto de regras e controles que podem ser implementados para que os administradores e sócios de uma empresa consigam ter mais acesso ao que acontece longe de seus olhos.

 

Na prática, permite que assuntos que jamais chegariam ao seu conhecimento, sejam analisados e até providências preventivas sejam tomadas.

 

Imagine que compliance funcione como uma passagem secreta, que proporciona uma forma de comunicação diferente entre funcionários e prestadores de serviços e a alta gestão. Através dessa “porta mágica” é possível incentivar que sejam relatados todos e quaisquer assuntos que possam ter alguma influência e relevância no cotidiano da empresa. Com base nessas informações, é possível que se faça um diagnóstico detalhado de toda a operação, que se identifique a razão por uma eventual baixa produtividade, o motivo que leva determinada área a ter muita rotatividade de funcionários, ou a razão pela qual alguma iniciativa tenha gerado resultados positivos.

 

Compliance também ajuda que as empresas garantam que práticas anticorrupção sejam aplicadas e que as relações com terceiros e, principalmente com o poder público, fiquem mais transparentes. Em última instância, fornece subsídios para uma eventual defesa, caso um de seus funcionários ou prestadores de serviços tome alguma atitude em nome da empresa, sem a devida autorização, que seja considerada ilegal ou que coloque sua reputação em risco.

 

É importante que se verifique, entretanto, que para adotar uma política de compliance e conseguir “abrir essa porta mágica” não basta que seja implantado um código de ética e um canal de denúncia. É primordial que a empresa esteja pronta para receber e lidar com as informações que chegarem ao seu conhecimento.

 

Assim, a estruturação de uma área própria, com a adoção dos mecanismos adequados para gerenciar de maneira estratégica os dados e informações que forem apresentados, é essencial para manter a credibilidade desse mecanismo internamente, e até para garantir a sua eficiência.

 

A garantia de sigilo e não retaliação é primordial para que essa estrutura funcione. A conscientização das pessoas envolvidas é também muito importante. Ou seja, é necessário que a empresa faça treinamentos periódicos com seus funcionários, explique a função dessa ferramenta e estimule que tanto questões negativas quando pontos positivos sejam relatados.

 

Com isso, abre-se um canal de comunicação sem intermediários, sem interesses conflitantes, permitindo que se tenha mais conhecimento do que atrapalha o desenvolvimento do trabalho cotidiano, ao mesmo tempo em que traz mais acesso e compreensão sobre o que é possível fazer para se ter um ambiente de trabalho mais feliz, que certamente trará maiores resultados financeiros.

 

Por fim, é importante mencionar que a implantação desse tipo de estrutura é muito mais acessível e simples do que se imagina, além de beneficiar todos os envolvidos. A alta gestão passa a ter mais conhecimento de sua operação, de seus funcionários e do ambiente de trabalho, os funcionários sentem-se mais seguros, já que podem ser ouvidos, e a empresa ganha maior reputação, respeito e credibilidade no mercado.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

As vantagens da tributação da produção rural na pessoa jurídica

August 7, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo